Instrumentos urbanos americanos permitem alterar o zoneamento de áreas específicas e podem ser uma solução para as cidades brasileiras

Setembro 30, 2021

Andrew Georgiadis, da Plusurbia, compartilha nossa experiência com a reforma de cidades por meio da reforma de zoneamento na prestigiosa publicação de design urbano e na plataforma de podcast Somos Cidade. Leia mais sobre como usamos instrumentos de planejamento para alcançar cidades em escala humana (em português) abaixo:

Já comum na realidade dos Estados Unidos, o Planned Unit Development (PUD) é visto como uma possibilidade para promover e acelerar mudanças pontuais na malha urbana de municípios do Brasil, criando espaços mais qualificados e diversificados. O instrumento é utilizado naquele país por incorporadores e desenvolvedores imobiliários para propor a modificação do zoneamento existente de lotes ou de grandes terrenos em determinados lugares.

A partir desse modelo, é possível solicitar aos governos locais alterações na legislação de uma área para o uso misto do solo, implementação de empreendimentos – como bairros planejados –, melhorias na infraestrutura de uma região e ainda para aperfeiçoar ou introduzir ambientes públicos. “O PUD é empregado para aprovar um tipo de projeto que não cabe bem no zoneamento das prefeituras”, afirmou o arquiteto Andrew Georgiadis, em entrevista ao Somos Cidade. Andrew é diretor de Projetos do escritório PlusUrbia Design, com sede em Miami (EUA), e também professor da faculdade de Arquitetura da Universidade de Miami e presidente da Georgiadis Urban Design.

Para continuar lendo, clique aqui.



Share on social media